Nova ponte na Polarion

Na passada sexta-feira, a nova ponte em alumínio foi colocada nos dois estribos com um guindaste para serviço pesado. Foi exigido trabalho de precisão aos operários da construção. A nova ponte de alumínio pesa cerca de 11,2 toneladas e tem cerca de 25 m de comprimento. Uma ponte em aço pesaria três vezes mais. Uma ponte em alumínio também é mais barata e não enferruja, ao contrário do aço.

As medidas compensatórias na ciclovia foram um pouco mais extensas do lado direito em direção a Pforzheim. Para além disso, a nova ponte foi aumentada em 50 centímetros em relação à antiga. A superfície áspera, composta por resina epoxídica (resina sintética) e areia siliciosa garante uma boa estabilidade. Tal é particularmente importante no inverno. Prevê-se que este tipo de pontes tenham uma vida útil de cerca de 100 anos. O requisito prévio, entretanto, é que seja reparada com regularidade.

Debaixo da ponte existem tubagens destinadas a eletricidade e esgotos, por exemplo. Para além disso, são incorporados cabos de reserva, por exemplo, para colocar fibra ótica para Internet rápida. A demolição da ponte antiga, a requalificação dos estribos, a construção das tubagens e as obras de ligação rodoviária de ambos os lados de Nagold custaram cerca de 110.000 euros e a ponte propriamente dita outros 160.000 euros. Para além disso, é preciso ter em conta todo o planeamento do projeto.

No total, a cidade contribui com 320. 000 euros. Metade desse valor será assumido pelo estado federado. A ponte original foi provavelmente construída pelos pioneiros durante a construção da Polarion em 1980. À data de entrega, a ponte era improvisada até que fosse criada a ligação da margem oriental de Nagold à B 463. A estrutura era uma ponte de vigas de aço com tábuas de madeira sobre pilares de betão armado. A faixa de rodagem consistia de vigas de madeira dispostas ao longo das vigas de aço. Foram aparafusadas tábuas longitudinais às vigas de madeira como superfície de faixa de rodagem. A ponte estava agora instável. A estabilidade do suporte central deixou de ser garantida devido danos acentuados nos suportes de madeira. Após uma investigação, foi fechada ao trânsito em 2014. Depois disso apenas era permitida a circulação pedestre.

A cidade de Bad Liebenzell tem um total de 36 pontes. A seguir, a ponte em arco no parque termal será demolida e reconstruída. Na reunião de novembro, a autarquia local adjudicou a obra de demolição pelo valor de 97.000 euros. As obras devem ocorrer em janeiro e fevereiro de 2021.